CONJUNTURA

12/05/2014 20:04

NA EDUCAÇÃO: É TEMPO DO PREFEITO WALLACE MOSTRAR A QUE VEIO!

DSC09097Por: Aparecida Cortez O Sintep VG sempre vigilante as questões de interesses dos Trabalhadores da Educação deste município, vem sistematicamente cobrando a Secretaria Municipal de Educação de Várzea Grande e do Secretário de Governo, Ismael Alves, a atenção para o cumprimento do Termo de Mediação assinado pelas partes junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso em 21/03/14. A SME de Várzea Grande, durante a greve de 37 dias na rede municipal optou por buscar a justiça em contrapartida da ampliação do diálogo como a forma mais eficaz para superação de qualquer conflito. Assim, a SME não satisfeita com a solicitação da ilegalidade da greve declarada antes mesmo da sua deflagração, buscou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso para a mediação da greve. O resultado de duas audiências foram dois Termos de Mediação, o último pactuado em 21/03/14, entre as partes envolvidas, que resultou em vários compromissos por parte da administração de VG e do compromisso de suspender a greve por parte da categoria. O Sintep imediatamente cumpriu sua parte que era submeter o Termo de Mediação para apreciação da categoria, que avaliou na Assembleia Geral do dia 26/03/14 e suspendeu a greve retomando as suas atividades. O mesmo empenho não se verifica por parte do poder executivo que até o momento não ofereceu nenhum indicativo de cumprimento do compromisso assumido junto a justiça e a categoria, em específico 3 questões comprazo para o mês de maio, a saber: 1- A prefeitura se comprometeu em atualizar o piso salarial da categoria, reajustando em 16,32% os salários para pagamento na folha salarial de maio; 2- Estabelecer as tabelas salariais próprias para cada ano (2013 e 2014), aplicando os índices de reajustes do piso nacional; 3- Reestruturação imediata do PCCS e, 4- Encaminhamento de Proposta de pagamento retroativo dos débitos anteriores. Sem nenhum dialogo com a categoria o Secretário Jonas enviou Mensagem a Câmara Municipal propondo Projeto de Lei de alteração o PCCS em vigor, sendo retirado no dia seguinte pelo próprio secretário com a justificativa de corrigir erros. De fato, além de erros, a mensagem traz prejuízo irreparáveis a categoria tais como: o PL não reestrutura a carreira; não cumpre o Termo de Mediação que determina recomposição salarial para 2013 e 2014, com tabelas salariais para cada ano; não determina a forma de pagamento do retroativo de 2013 e 2014; não determina a data base da categoria e ainda propõe diferença de piso salarial de até 34% entre salário de professor e de Técnico em Suporte Educacional. Diante deste contexto, a Assembleia Geral realizada no dia 06/05/14, aprovou o indicativo de RETOMAR A GREVE PARA O MÊS DE JUNHO, caso não haja o cumprimento do Termo de Mediação acordado no Tribunal de Justiça de MT. Já foram 4 greves em menos de dois anos na rede municipal de Várzea Grande e na Administração Wallace Guimarães e Jonas Sebastião da Silva. Caso o TERMO MEDIAÇÃO não venha ser cumprido pelo prefeito, será a 5.ª greve na rede municipal. Nesse caso, avizinha o caos na educação e a responsabilidade por esse caos na educação será única e exclusiva do próprio poder executivo municipal de Várzea Grande. Fato é que, diante do descaso dos administradores da educação de Várzea Grande, sofrem nossas crianças, pais e mães, educadores. Enfim, sofremos tod@s que precisamos da escola municipal! Aparecida Corte, é Vice-Presidente do Sintep Subsede de Várzea Grande.

SEDE DO SINTEP-VG

Redes Sociais

Sintep VG

SINTEP/VG - Travessa Pedro Pedrossian, n.º 27
Bairro Centro - Aeroporto CEP. 78110-355
Fone 3682.2263
sintepvg@terra.com.br
contato@sintepvg.org

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo