CONJUNTURA

03/01/2017 21:33

SOBRE O MASSACRE EM MANAUS: CRÔNICA DA TRAGÉDIA SOCIAL


​Helder Molina

​56 mortos, todos pretos, ou quase pretos, todos pobres, todos pobres pretos, ou pobres quase pretos. Resultado da cultura punitiva, que cresce a cada dia, onde primeiro se prende, depois se julga. E depois de preso vira resto humano., principalmente se for preto e pobre.

Agora o conservadorismo punitivo e fascista vai querer responsabilizar...os próprios mortos por suas mortes. Vão culpar a guerra entre facções organizadas que dominam os presídios.E o Estado, tanto o do Amazonas quanto o Governo Federal, vão se declarar vítimas de grupos criminosos organizados.

Ninguém assumirá a responsabilidade pela bestialidade que impera no sistema prisional. O judiciário estadual lava as mãos, e o STF já afastou a presunção de inocência e determina a prisão antes do trânsito em julgado. Que se danem os pretos, pobres, restos humanos, que se amontoam nas prisões brasileiras. Quantos presos provisórios estão dentre estes mortos?

Alguém acha que algum desses presos se sairá dali ressocializado? humanizado? Esse sistema punitivo, encarcerador, exterminador, de varrer o "lixo humano" (como li hoje num comentário no portal da Folha) vai resolver a criminalidade?

Continuam atacando o fenômeno, e não a causa, que é a brutal desigualdade sócio econômica e o paradoxo da crescente concentração da riqueza x aumento da pobreza e exclusão social,  que permanecem inalteradas no Brasil. O que o golpe está contribuindo para aprofundar, e permanecer.

​Helder Molina, Historiador, mestre em Educação, doutor em Políticas Públicas e Formação Humana, professor da Faculdade de Educação da UERJ.


SEDE DO SINTEP-VG

Redes Sociais

Sintep VG

SINTEP/VG - Travessa Pedro Pedrossian, n.º 27
Bairro Centro - Aeroporto CEP. 78110-355
Fone 3682.2263
sintepvg@terra.com.br
contato@sintepvg.org

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo