Fotos

Seminário SAÚDE DA MULHER - "ORIENTAÇÕES SOBRE SAÚDE POPULAR E QUALIDADE DE VIDA",

Alimentação saudável, exercícios físicos, participação na vida social, lazer, repouso, disciplina e viver de forma mais natural possível são as recomendações da professora aposentada e terapeuta naturóloga, Maria Paschoalina Barbieri, para os trabalhadores e trabalhadoras da Educação.

Essas e outras recomendações, importantes para se viver melhor e com mais saúde, foram  trabalhadas pela naturóloga durante o Seminário SAÚDE DA MULHER - "ORIENTAÇÕES SOBRE SAÚDE POPULAR E QUALIDADE DE VIDA", organizado pelo Coletivo de Aposentad@s do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público subsede de Várzea Grande (Sintep/VG), nesta sexta-feira (20.04), no CEPAC. O evento reuniu mais de 50 mulheres aposentadas da educação de Várzea Grande.

De acordo com a professora aposentada, Ocilene Maria da Costa Moraes que compõe o Coletivo dos Aposentados, o evento complementou as atividades do mês da mulher. "Além de ser uma atividade voltada para saúde das mulheres, também tem a finalidade de orientar os aposentados o consumo de alimentos saudáveis e de práticas alternativas duma saúde que atenda a todos”,

“Porém, para se viver bem, não podemos deixar as lutas de lado, pois só com luta que podemos garantir os nossos direitos e melhorar nossas condições salarias para que possamos cuidar da nossa própria saúde, física e mental, mesmo depois da aposentadoria”, afirmou o secretário de organização sindical do Sintep/VG e professor da Rede Municipal de Ensino, Juscelino Dias Moura, agradecendo a presença do segmento da categoria.

Além das orientações sobre saúde popular e qualidade de vida, o Seminário Saúde da Mulher contou com um momento de análise de conjuntura com o presidente do Sintep/MT, Henrique Lopes, com a vice-presidente do Sintep/MT e presidente do Conselho Estadual de Direitos da Mulher, Jocilene Barboza e Cida Cortez.

O professor Henrique Lopes que falou sobre os impactos do conjunto de reformas do Governo Federal para a vida dos trabalhadores e também dos aposentados e fez um alerta "Os deputados federais e senadores não votaram a reforma da Previdência porque terão que olhar para os eleitores e pedir voto após terem acabado com a aposentadoria. E na Educação, isso significaria 10 anos a mais de trabalho para que as professoras possam se aposentar. Por isso, devemos manter a mobilização".

A Vice-presidente do Sintep/MT e presidente do Conselho Estadual de Direitos da Mulher, Jocilene Barboza, também enfatizou das medidas do Governo Federal que impactam na vida das mulheres, especialmente, das mulheres negras e das periferias.  "A Emenda Constitucional 95, congela os investimentos públicos por 20 anos e as mais afetadas são as mulheres, especialmente as mulheres negras. Estamos vivendo um momento em que querem retirar direitos para conceder privilégios para poucos e as mulheres precisam estar nesses debates e também escolher quem as representará nos espaços de poder".

A secretária-geral do Sintep/VG, Cida Cortez, falou da preocupação que o Sindicato tem com as condições de trabalho no interior das instituições educacionais: a falta de infraestrutura, a sobrecarga de trabalho e a falta de recursos afetam as condições de saúde e de trabalho e trazem consequências graves na vida de seus trabalhadores. "Na educação as profissionais estão cada vez mais doentes por causa das pressões e situações que passam, o que pode resultar em doenças psicossomáticas. É preciso se pensar em políticas que melhorem a saúde da mulher de forma mais ampla, independente da idade", apontou Cida Cortez, destacando a importância do debate sobre saúde da mulher no espaço sindical.

Após o almoço, as atividades foram mediadas pela teurapeuta, que  fez execícios práticos de respiração, e de forma interativa foi introduzindo as orientações sobre como viver de forma mais saudável e cuidando mais de si. Ela também fez um alerta sobre a qualidade dos alimentos que estão na nossa mesa, pois segundo os dados da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, “o brasileiro consome 5,2 litros de agrotóxicos por ano”. 

Os trabalho foram concluídos com atividade de grupo, onde os participantes apontaram que a depressão, obesidade, a incidência do câncer de mama e do colo do útero, e a crescente violência contra a mulher com suas principais preocupações.

A mensagem da Terapeuta foi no sentido que precisamos Cuidar da nossa saúde. E isso, quem faz somos nós, ninguém fará isso por você!. Então Cuide-se! Tenha disciplina, não deixe para depois, crie hábitos saudável.

Plenária dos Aposentados

No final do Seminário foi realizada uma Plenária com o objetivo de eleger os/as delegados/as para IV Encontro de Aposentados/as do SINTEP/MT, que acontecerá nos dias 18 e 19 de maio de 2018, na sede do Sintep/MT.

Com informações da Assessoria do Sintep/MT


SEDE DO SINTEP-VG

Redes Sociais

Sintep VG

SINTEP/VG - Travessa Pedro Pedrossian, n.º 27
Bairro Centro - Aeroporto CEP. 78110-355
Fone 3682.2263
sintepvg@terra.com.br
contato@sintepvg.org

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo